Espaço Ubunto

Espaço Ubunto

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Momento de reflexão 2.


Caros Amigos(as)/Companheiros(as), na verdade cidadãos e cidadãs politizados de nossa cidade, estado e país, partidários e apartidários, nessa manhã de segunda-feira (16/02/2015), sempre me mantendo em minha faxina mental e das tarefas e afazeres pessoais, que com certeza cada um de vocês também fazem em suas vidas, novamente resolvo sentar-me a frente do computador e expressar algumas de minhas opiniões, reflexões e pensamentos da situação política que estamos a conviver em nossa cidade.

No dia de ontem (domingo, 15) resolvi dar uma volta por parte de nossa cidade e constatamos mais uma vez a política da ocupação irregular sendo operada em nossa cidade, e o pior ainda e que além de explorarem pessoas que necessitam da oportunidade de ter sua moradia digna, operam com a venda ilegal de áreas que não são suas. Oferecem serviço de advocacia, pior ainda, cobram valores absurdos, de quem não tem como pagar, para garantir a apropriação alheia.

Bem, onde anda o poder público e os parlamentares de nossa cidade? Será que é verdade que tem parlamentares envolvidos com as ocupações, para formar novos “currais eleitorais” e jogar o povo contra pessoas que procuram mostrar a verdade, será? Será que os ocupantes estão sendo orientados a negociar com o(s) proprietário(s) da área, ou apenas estão sendo explorados pelo projeto político eleitoreiro conjunto com o projeto de vendas ilegais de áreas, como já vimos no passado. Bem o tempo logo logo nos mostrará.

Bem, deixo aqui minha opinião já bem “explicitada” de respeito as pessoas que estão sendo exploradas e utilizadas como linha de frente dessas ocupações, mas repudio veemente a inoperância e a falta de interesse do Poder Executivo e Legislativo de nossa cidade em não se mobilizar para resolver os problemas:  de saúde, de habitação, de educação, de segurança, de transporte, de assistência social, de cultura e do esporte, do meio ambiente, das obras e viações, da família, da criança, do adolescente, do idoso, etc... de nossa cidade. Já sabendo que os oportunistas de plantão, tentarão distorcer nossa posição junto a população em geral, buscando jogar o povo que está “amedrontado” em suas casas, tanto nos Bairros já legalizados como nas ocupações, de buscar seus direitos, por falta de segurança pública, alertamos que ter ideia e não se utilizar do anonimato é uma virtude de poucas pessoas que convivem na política partidária e trabalham na política social. Não fazemos política “populista”, mas sim política de resultados e de transparência pública.

Diante disso resolvemos publicitar os valores publicados no site de nossa Prefeitura de Eldorado do Sul, da previsão orçamentária prevista para o ano de 2015, ano pré-eleitoral. Aproveito também para solicitar se alguém tiver os orçamentos de 2013 e 2014, que socializem para fazermos comparativos do que se tinha de recurso, para com o que se vê de melhorias em nossa cidade. E também vermos se a prestação de contas, já aprovada pelo Legislativo Municipal, condiz com a realidade do investimento. Bem, isso é transparência se alguém sabe o que é isso.

Previsão Orçamentaria de Eldorado do Sul para o ano de 2015
Órgão
Valor
Percentual %
Transporte e Transito
R$
3.596.452,16
4,1%
Saúde
R$
16.076,091,72
18,3%
Planejamento
R$
1.422.341,21
1,6%
Obras e Viação
R$
11.191.001,44
12,7%
Meio Ambiente
R$
811.456,25
0,9%
Habitação
R$
978.597,48
1,1%
Gabinete do Prefeito
R$
3.697.831,37
4,2%
Fazenda
R$
7.976.699,85
9,1%
Especial de Governo
R$
667.276.08
0,8%
Educação
R$
32.829.523,17
37,3%
Assistência Social
R$
2.529.844,69
2,9%
Agricultura
R$
910.929,49
1,0%
Administração
R$
5.348.462,66
6,0%
Orçamento Previsto Total
R$
88.036.517,57
100%

Por tanto, volto a repetir que precisamos entender aquele discurso disparado por alguns “ditos parlamentares e repetido pelas ruas por seus cabos eleitorais” que: “quem faz cobrança apontando a malversação do erário público é porque está chorando por ser perdedor”, na verdade isso é puro desses ditos parlamentares e seus sustentados, que o povo acorde e comece a ver o mal que o político assistencialista e corrupto faz em nossa cidade, estado e país.

Diante disso fizemos mais uma vez nosso exercício de reflexão, até mesmo para continuar com nossos neurônios e nosso celebro ativos, e podendo contribuir singelamente com nossos entendimentos e conhecimentos, e com isso ter a visão e a leitura correta de poder muito mais aprender com as contribuições dos outros.
Temos as nossas verdades e respeitamos o pensamento e a visão de verdade dos outros em cada assunto que queremos contribuir.

Espero poder me manter ativo e vivo, dando minhas opiniões. Poder depois ir aprofundar o dialogo com os críticos, com os contribuintes e com os formadores de opinião.

Com certeza é utopia querer alcançar os 24.484 eleitores de nossa Eldorado do Sul, que estão aptos a colocar seus nomes a disposição dos diversos partidos políticos que estão organizados em nossa cidade. Mas com certeza os nossos críticos alcançamos pelas respostas que temos encontrado nas ruas.

Porém, continuamos confiante que os eleitos honrarão e respeitarão as leis e que o debate se mantenha no plano da política e dos direitos. Onde as divergências com relação as diversas visões da gestão e da administração sejam julgadas pelo terceiro poder, que é o Judiciário, e que a verdade seja por ele apurada e os irresponsáveis sejam condenados a responder por seus atos e não por “pistoleiros e justiceiro sustentados por políticos e pela corrupção”.

Sigamos o exercício da democracia.

José Antonio dos Santos da Silva
Militante Social e dos Direitos Humanos.
Coordenador do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnicorracial do RS.

Acadêmico de Direito.

Nenhum comentário: